das sociedades em geral

Existem dois tipos de sociedade, as sociedades da honra, e as sociedades da decência. As primeiras acreditam que a ordem do mundo está acima da coisa humana, ordem esta que chega à coisa humana por via de um processo descendente. As segundas acreditam que a ordem do mundo se encontra ao nível da coisa humana. Se as primeiras possuem uma descrença trágica em tudo o que seja humano, possuem ao mesmo tempo a certeza numa ordem absoluta, real - apesar de todas as contrariedades. Já as segundas, ao seu optimismo vitorioso sobre a coisa humana, junta-se-lhes também uma subjacente relatividade no que diz respeito à verdade.
A honra é, para as sociedades da decência, um conceito impalpável. A decência, uma inconsistência ética, para as da honra. As sociedades da honra produzem cavaleiros solitários num mundo onde a tudo o que seja humano é votado a uma certa desconfiança. As sociedades da decência organizam-se cegamente em torno de coisas humanas, onde o comportamento face ao grupo é altamente vigiado. Estes últimos fazem-se herdar numa tradição legislativa nórdica. Os primeiros, a uma herança romana, mediterrânica.

4 Responses to “das sociedades em geral”

  1. # Anonymous Anonymous

    OK Sancho.  

  2. # Blogger erasmandré

    quero bibliografia disto fachavor.
    nao faças de conta que estas coisas te aparecem de inspiração divina.  

  3. # Blogger intruso

    talvez seja...

    (mas as dualidades são sempre enganadoras...)

    abraço  

  4. # Blogger Joao

    O mundo é dual, dialeticamente dual: Não há duas sem três.  

Post a Comment